Salvador/BA

SION – SALVADOR

Fundação:

Estamos em Salvador desde 08 de Setembro de 1980.

Objetivo:

As irmãs fundadoras vieram trabalhar na Catequese e no Ecumenismo da Arquidiocese a pedido do então Cardeal Dom Avelar Brandão Vilela.

Cada uma realiza um trabalho apostólico diferente, onde se esforça para encarnar o carisma de Sion: o amor pela Bíblia, a compreensão dos laços que nos unem ao povo judeu, a tolerância religiosa nesta terra tão religiosa e tão cheia de sincretismos, educação informal e catequese.

Vida Apostólica:

Pastoral do Menor (ASA – Ação Social Arquidiocesana), Escola São Miguel, Ensino Bíblico e Teológico, Ecumenismo e Dialogo Inter- Religioso

Uma vez por mês temos um momento de confraternização com grupo de mulheres que se reúnem na comunidade em torno da Bíblia para estudar e partilhar a Palavra.

No bairro em que moramos (Nazaré) – Ir Emilia, mesmo com seus 80 anos continua com todo seu dinamismo e faz visitas aos doentes e pessoas que mais necessitam da nossa atenção, novenas (de Natal e da Campanha da Fraternidade) e reza do terço nos meses de maio e outubro.

O Instituto de Teologia da Universidade Católica do Salvador – ITUCSal, a partir do dia 5 de outubro de 2006 iniciou o Ciclo Comemorativo dos 40 anos de sua existência. Atualmente Ir. Judite, é membro do Departamento de Teologia do ITUCSal desde 1993, onde leciona disciplinas da área de Bíblia nos cursos de graduação e de extensão em Teologia. Sempre que possível anima também encontros e seminários bíblicos em diversos níveis. Tem participado como assessora de cursos oferecidos pela CRB – Regional de Salvador – Bahia /Sergipe.

Como assessora Ir. Judite participa de seminários e encontros sobre Ecumenismo e Diálogo Inter Religioso há vinte anos e das Assembléias Nacionais da Comissão Nacional do Diálogo Católico Judaico da CNBB desde 1981. Já participou como membro da referida Comissão de 1984 a 1986.

“…A presença de fé e de esperança, o acolhimento, o respeito pelos valores próprios a outras culturas e religiões já são, por si mesmos, resposta apostólica.” (Constituições. art. 16)